Perícia INSS: Conheça os três pontos chaves

Quando se fala em perícia do INSS muitas pessoas ficam preocupadas devido a possibilidade de ter seu direito ao benefício do INSS negado pelo médico responsável por realizar a avaliação.

Para ajudar essas pessoas, preparamos este artigo com três coisas que você precisará saber antes de começar o processo da perícia INSS, afinal, se você necessita do benefício é melhor fazer tudo corretamente, não é mesmo?

As três dúvidas mais comuns são:

  1. Quando deve fazer a perícia médica?
  2. Como fazer a perícia INSS e documentos necessários?
  3. Onde acessar o resultado da avaliação médica?

Continue acompanhando esse artigo para entender melhor um pouco sobre esses pontos chaves.

Perícia INSS Conheça os três pontos chaves.jpg

Imagem do site Megafrases

Pergunta #1: Quando a perícia médica poderá ser feita?

A perícia médica se faz necessária quando o segurado necessita passar pela verificação de concessão, prorrogação ou interrupção do pagamento de algum benefício previdenciário.

No cenário de:

  • Lesões;
  • Doenças;
  • Acidentes.

O cidadão que é segurado deve buscar pelo auxílio médico onde um atestado determina o afastamento desse paciente das atividades profissionais.

Quando esse fato é informado, a empresa que emprega o trabalhador faz o agendamento da perícia INSS com o objetivo de comprovar a incapacidade do empregado, que deve acontecer após 15 dias de afastamento.

Portanto, é após esse processo que a pessoa poderá ou não receber o auxílio doença ou auxílio acidente.

Pergunta #2: Quais os documentos exigidos para a perícia INSS?

Chegou o seu momento de ir até a perícia INSS e você precisa estar munido com alguns documentos, mas você sabe quais são eles?

Além dos documentos comuns de identificação, como a identidade, comprovante de endereço e a carteira de trabalho, o paciente precisa se preocupar com outros documentos que serão levados no dia da perícia.

Os documentos são:

  1. Carta feita pela empresa declarando qual foi o último dia trabalhado;
  2. Exame de sangue e de imagem que seja responsável por comprovar a lesão ou doença;
  3. ASO que deve ser emitido por um médico da categoria trabalho, em que seja atestado a condição atual de saúde do profissional;
  4. Atestado médico que esteja descrevendo o quadro clínico, tratamentos e diagnóstico, com carimbo, endereço do profissional responsável pela elaboração e assinatura;
  5. Receitas que indicam quais são os medicamentos usadas pelo paciente.

Não se esqueça do fato de que esses documentos deverão ser atuais.

Ou seja, entre a emissão e a apresentação dos documentos, não poderá ter transcorrido mais do que três meses.

A dica é manter tudo em uma pasta para manter a organização e todos os documentos reunidos e assim você não se esquece de nenhum deles.

Pergunta #3: Onde acessar o resultado da avaliação médica do INSS?

O resultado da perícia médica do INSS pode ser facilmente acessado pelo segurado da Previdência Social por meio da plataforma Meu INSS, mas também existem outros meios. Clique no link e conheça as formas de consultar o resultado da perícia do INSS.

Gostou do artigo? Então não deixe de compartilha-lo em suas redes sociais, faça com que esta notícia chegue a mais pessoas e ajude a divulgar o nosso blog.

Leave a Reply